Classificação de diamantes: você sabe o que significa os 4Cs?

diamantes

Elegantes, clássicos e desejados, os diamantes são os favoritos de quem procura por um anel de noivado único e marcante ou uma joia sofisticada que não passará despercebida. Encontrar a pedra ideal requer conhecimento e, por isso, a GIA (Gemological Institute of America) desenvolveu um padrão mundial de classificação de diamantes para avaliar a qualidade, os 4Cs.

Nesse post, iremos explicar sobre cada um dos Cs e o que faz os diamantes tão especiais ou com valores diferentes mesmo sendo parecidos. Vamos lá?

Entendendo o Carat (peso em quilates) na classificação de  diamantes

Quilates é uma unidade de medida que representa 200 miligramas, ou ⅕ de uma grama. Por exemplo, um diamante de um quilates pesa 0,20 gramas.

O peso não é o único ponto que faz diferença na hora de avaliar um diamante. Por vezes, duas pedras com os mesmos quilates podem ter valores diferentes, considerando pureza, cor ou lapidação.

Clarity – grau de pureza

A pureza do diamante é uma medida que analisa características naturais da pedra e, dessa forma, o quão rara ela é.

Uma pedra é considerada pura, ou Flawless, quando ampliada dez vezes não apresenta qualquer inclusão (impureza interna) e nenhuma mancha (impureza externa).

Esses diamantes são extremamente raros e, portanto, grande parte dos joalheiros nunca viram um.

Color – cor

Quanto à cor, as pedras podem ir de incolores até a tons de amarelo e marrom. Na natureza, a maioria dos diamantes possuem tonalidade amarelada, o que faz dos incolores mais valiosos. Entretanto, pedras com cores extravagantes, como azul ou rosa, não perdem o seu valor, a exemplo disso temos os diamantes mais valiosos do mundo.

Para realizar a classificação de cores, a indústria utiliza um padrão comparando as pedras com outros “diamantes mestres” com iluminação específica e designa uma classificação entre as letras “D” (incolor) a “Z” (amarelo claro).

Cut – lapidação

Por último e mais importante temos a lapidação, que determina o formato, simetria e beleza do diamante. Uma boa lapidação garante brilho e fogo ao diamante.

Esse processo consiste em dois parâmetros: as proporções (ângulos e alturas) e o grau de acabamento (simetria e polimento), que mostram o cuidado e experiência com que a gema foi tratada no momento da lapidação.

Os ângulos e proporção de uma lapidação foram estudados e definidos cientificamente para garantir a melhor performance da luz dentro do diamante e seu retorno aos olhos do observador.

Esteja atento!

Ao comprar um diamante, outro aspecto importante é conhecer qual a procedência dele. Opte por pedras que venham de uma extração que respeita a natureza e oferece alta qualidade.

21.10.2019

Postado em Joias

Dê dua opinião